Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/09/19 às 15h35 - Atualizado em 12/09/19 às 16h34

Institucional

COMPARTILHAR

 

O programa ‘Adote Uma Praça’, do Governo do Distrito Federal (GDF), foi criado pela Secretaria de Estado de Projetos Especiais. Objetiva firmar parcerias com empresários e moradores do Distrito Federal para a manutenção e recuperação destes locais. Embora tenha as praças como principal foco, o programa também contempla logradouros públicos de outros tipos, tais como jardins, balões rodoviários, estacionamentos, canteiros de avenidas, pontos turísticos, monumentos, parques infantis e Pontos de Encontro Comunitário (PECs) – todos estes, espaços de uso livre da comunidade. O intuito é incentivar o trabalho em conjunto com pessoas físicas e empresas que tenham interesse em adotar estas áreas por um período determinado.

 

O ‘Adote Uma Praça’ também tem como proposta ajudar na manutenção das áreas verdes de Brasília e Regiões Administrativas em tempo de contenção de recursos, por meio de novas alternativas para a realização destes serviços. É considerado importante por estimular a cooperação entre o governo e moradores das áreas próximas, assim como com empresários, tanto de pequeno e médio porte como grandes indústrias.

 

“O projeto pretende ser visto como uma marca da desburocratização no GDF”, explicou o secretário de Projetos Especiais, Everardo Gueiros. Conforme explicou ele, o projeto não tem como modelo fins lucrativos para os adotantes.

 

Segundo o secretário, o grande estímulo da iniciativa é contribuir para maior integração entre governo e comunidade e ajudar a ampliar o sentido de cidadania e preservação dos logradouros públicos entre moradores e empresários.

 

O Projeto foi publicado por meio do Decreto 39.690, do GDF, que regulamenta a Lei nº 448, de 19 de maio de 1993, referente à adoção de praças, jardins públicos e balões rodoviários, por entidades e empresas e dá outras providências.

 

A solenidade de lançamento foi realizada no dia 17 de maio no Palácio do Buriti, pelo governador do DF, Ibaneis Rocha, com a presença de autoridades diversas.