Governo do Distrito Federal
8/02/22 às 9h35 - Atualizado em 15/02/22 às 9h47

Projeto no Lago Paranoá vai reforçar turismo no DF

A proposta é conceder ao setor privado a gestão da Prainha Norte.

 

A gestão ficará por conta do setor privado, que terá de promover um uso consciente no local, harmonizando o lazer e a preservação do meio ambiente, sem cobrança de ingresso | Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília

 

O Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da Secretaria de Projetos Especiais (Sepe), publicou nesta terça-feira (8), no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), procedimento de manifestação de interesse (PMI) para realização de estudos da reforma e gestão da Prainha Norte, localizada no Setor de Mansões do Lago Norte.

 

Esse é o segundo chamamento público para essa área. De acordo com o secretário de Projetos Especiais, Roberto Andrade, na primeira publicação as empresas que se interessaram não apresentaram os estudos.

 

“Tivemos momentos de muitas incertezas econômicas no ano passado por conta da covid. Como essa proposta é importante para o desenvolvimento de nossa região e da população, resolvemos tentar novamente”, justificou Andrade.

 

As empresas interessadas em desenvolver estudos de modelagem técnica, econômico-financeira e jurídica têm até o dia 10 de março para apresentarem a documentação necessária. O estudo deverá apresentar rentabilidade sem prejuízo à população que frequenta o local.

 

O projeto da Prainha Norte consiste no cercamento de uma parte da prainha e no controle do acesso, mas sem cobrança de ingresso. A medida dará mais segurança aos frequentadores e impedirá a invasão do espaço pelos carros com som alto, churrascos e fogueiras à beira do lago.

 

A gestão ficará por conta do setor privado, que terá de promover um uso consciente no local, harmonizando o lazer e a preservação do meio ambiente. A concessionária terá direito à exploração de serviços de bar e de restaurante e propor outros investimentos.

 

 

Outro projeto

Além da Prainha Norte, há mais um projeto em andamento para o Lago Paranoá, o da Marina Pública. A proposta consiste na implantação, por meio de concessão de área para gestão, operação e manutenção, além da infraestrutura necessária para o funcionamento de uma marina pública no Lago Paranoá.

 

O local vai contar com edificação de suporte para as atividades da marina, com área molhada, vagas secas, atracadouro, rampa para barcos, áreas esportiva e social, restaurantes, área logística, oficina, estacionamento, ponte de pedestres compartilhada com ciclistas, playground, quiosques para lanchonete e sanitários, entre outras estruturas.

Para saber mais sobre os projetos, clique nos links a seguir: Prainha Norte e Marina Pública.