Governo do Distrito Federal
24/03/22 às 13h16 - Atualizado em 24/03/22 às 13h17

Projeto Ecoparques é tema de audiência pública!


O evento será realizado às 10h desta segunda-feira (28/03) a transmissão será online e a participação aberta ao público pelos somente pelos canais digitais.

 

Nesta segunda-feira (28) será realizada audiência pública para discutir a concessão dos serviços de tratamento mecânico biológico dos resíduos sólidos urbanos do Distrito Federal e instalação das unidades UTMB, também conhecidas como Ecoparques.

A Secretaria de Estado de Projetos Especiais (Sepe) convida a sociedade civil para participarem do evento, que acontecerá das 10h às 12h. Os interessados podem acompanhar a transmissão pelo canal da secretaria no YouTube. A audiência pública será realizada somente de forma virtual em decorrência da pandemia da Covid-19.

Os estudos para a instalação dos Ecoparques foram elaborados por um acordo de cooperação técnica entre a Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) e o Governo do Distrito Federal (GDF), representado pela Secretaria de Projetos Especiais (SEPE) e pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU). Toda a documentação está disponível para consulta pública e contribuições a quaisquer interessados no site da pasta.

Feito no modelo Parceria Público-Privada (PPP), concessão dos serviços de tratamento dos resíduos sólidos urbanos do Distrito Federal será responsável pela triagem dos resíduos orgânicos, recicláveis e rejeitos a serem enviados ao aterro sanitário a partir de três unidades, instaladas na Asa Sul, Gama e P. Sul (Ceilândia).

A meta é ampliar o tratamento de resíduos sólidos urbanos no DF de 30% para 94%, com produção de biofertilizante, aumento da reciclagem e redução de material aterrado. É também uma forma para a redução da poluição no Distrito Federal.

  • Os benefícios para sociedade e para o DF que englobam o Ecoparques são diversos e visam os seguintes projetos;
  • Geração de empregos e renda no DF com criação de valor a partir dos resíduos hoje desperdiçados; tratamento de 100% resíduos sólidos.
  • Três áreas de visitação, entretenimento, educação ambiental e capacitação; 
  • Educação ambiental para a população como forma de conhecimento, mas também para melhor estruturação da coleta seletiva;
  • Inclusão social e melhoria da qualidade de vida, renda e condições de trabalho para os profissionais do setor (catadores); 
  • Redução drástica da emissão de poluentes; contaminantes e gases de efeito estufa em 75% no setor de transporte públicos, além da preservação de mananciais e da saúde da população;
  • Tratamento de 80% dos resíduos sólidos Urbanos do DF(20% a serem tratados no projeto de gestão do aterro sanitário);
  • Capacidade de 800 toneladas por dia a cada um Ecoparques de resíduos; 
  • Redução do envio a aterro de 50% do material atual;
  • Produção de 60 mil m³/dia de biometano que pode substituir 20 milhões de litros de Diesel por ano;
  • Redução da emissão de gases de efeito estufa em 75% no setor de transporte público;
  • Produção de 100 mil toneladas ano de fertilizante orgânico mineral;
  • Aumento da reciclagem em três vezes;
  • Geração de 600 empregos diretos e 2000 indiretos, além de novos postos para cooperativas;
  • Construção de galpões de triagem para cooperativas. 

    O Governo do Distrito Federal, quer modernizar o sistema de gestão de resíduos do GDF e fatores como contaminação de grande áreas do solo, aumento da emissão de gases de efeito estufa, que provocam grandes mudanças climáticas são alguns dos milhares motivos do Projeto ser criado!O Governos Abaneis vem fazendo um notório esforço para sanar esse problemas e além de conscientizar e educar a população, trazer melhorias para a economia, a saúde tornar o DF referência na gestão de resíduos.