Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/08/21 às 15h55 - Atualizado em 11/08/21 às 15h58

Obras na W3 Sul avançam, e lojistas apontam melhorias

COMPARTILHAR

Com investimento de R$ 24,8 milhões, as obras da avenida comercial mais antiga de Brasília, a W3 Sul, chegaram a 65% de execução. Além das quatro quadras finalizadas – 509, 510, 511 e 512 –, o Governo do Distrito Federal (GDF) trabalha nos outros cinco lotes para devolver à população o tratamento que a W3 merece.

 

Presente na W3 Sul desde 1973, José Carlos Magalhães Pinto, proprietário de uma empresa na 512 Sul, diz que vê avanços na avenida mesmo com os percalços provocados pela pandemia de covid-19. “O fluxo de gente depois que as calçadas ficaram prontas, na verdade depois que tivemos calçadas, aumentou significativamente”, observa. “A pandemia tem sido uma época difícil, mas notamos um fluxo maior de pessoas. E, quando temos gente no local, temos mais vendas de produtos”.

 

Segundo José Carlos, as demais empresas também estão mais motivadas com a reforma da W3. “[As pessoas] estão olhando mais para as lojas, tanto para a W3 quanto para a W2”, aponta. “A W2, antes, não dava para parar os carros e hoje está muito melhor. Pegamos uma época difícil com a pandemia; e, quando ela passar, vamos sentir muito mais os resultados”.

 

Mais conforto

Pensamento semelhante tem Henrique Alencar, dono de uma loja instalada na W3 Sul desde 1961. “As obras da W3 foram supernecessárias”, comemora. “Foi trocada toda iluminação de LED, as calçadas estão todas reformadas e as demais estão dando continuidade. É um conforto hoje andar nas quadras da W3 e da W2 Sul. Os becos foram todos reformados; essa é a primeira vez que o GDF está voltando os olhos para a W3”.

 

Ele lembra que, aproveitando o embalo, os lojistas também fazem sua parte. “Estão trocando os painéis, e as marquises foram reformadas e pintadas”, aponta. “Nós lojistas estamos muito satisfeitos com essa ação do governo de reformar a W3. Que bom que as atenções estão voltadas para a avenida!”

 

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (CDLDF), Wagner Silveira, faz coro à constatação dos comerciantes: “Isso tudo melhora o ambiente de negócios; melhorando o ambiente, tudo se torna mais atrativo para o empresário abrir sua empresa. Ele vai para uma região mais nova, revitalizada, com aspecto mais seguro e às vezes com custo menor de aluguel. Isso faz movimentar o comércio, e o número de empresas sendo instaladas, consequentemente, aumenta o fluxo de pessoas e também o número de pessoas contratadas, de empregos e de arrecadação de impostos. É um círculo virtuoso para a W3”.

 

A reforma

Em todas as quadras são executados serviços como a reforma dos estacionamentos, nivelamento das calçadas com piso tátil e rampas, arborização, paisagismo, reforma dos becos entre os blocos, pintura, sinalização horizontal, troca da iluminação e melhoria geral do sistema viário e no fluxo de pedestres, com acessibilidade. Esse trabalho que gera cerca de 800 empregos, nunca havia sido feito na W3, desde a sua criação.

 

Iniciado como piloto em abril de 2019 de forma piloto nas quadras 511/512, o trabalho está mais avançado na 507/508, com cerca de 55% de execução. Em seguida vêm as quadras 502/503, com 50%, de conclusão, e 504/505/506, com 38%.

 

“A requalificação da W3 Sul é uma realidade próxima de ser entregue à população”, ressalta o secretário de Obras, Luciano Carvalho. “Enquanto alguns moradores já usufruem das benesses em quadras concluídas, outros já estão ansiosos pela conclusão total dos serviços.”

 

Ação conjunta

As intervenções na W3 Sul são resultado de um trabalho conjunto de diversos órgãos, como a Secretaria de Obras, a Terracap, a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), as secretarias de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) e de Governo (Segov), a Companhia Energética de Brasília (CEB) e o Departamento de Trânsito do DF (Detran).

A reforma da W3 Sul foi dividida em grupos. Tanto os serviços feitos na 509/510 quanto na 511/512 foram os primeiros a serem finalizados.

 

Confira, abaixo, o andamento dos demais trabalhos executados nas quadras.

  • 502/503 – 49.97%
  • 504/505/506 – 38,44%
  • 507/508 – 54,69%
  • 509/510 – 100%
  • 511/512 – 100%
  • 513/514 – 23,61%.

 

Fonte: Agência Brasília