Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/08/21 às 21h22 - Atualizado em 11/08/21 às 10h44

Uma nova programação cultural no centro de Brasília

COMPARTILHAR

Grupo Executivo criado hoje vai desenvolver agendas para o Corredor Cultural

 

Um corredor cultural vai ser criado no coração de Brasília

 

Desenvolver programações que envolvam a população em eventos culturais, educacionais e turísticos em um mesmo espaço é uma tendência nas grandes cidades do mundo. E Brasília não vai ficar de fora. O Governo do Distrito Federal vai criar um corredor cultural entre o Museu da República, a Biblioteca Nacional e o edifício Touring, onde vai funcionar o Sesi Lab.

 

Um grupo executivo foi criado hoje para desenvolver e acompanhar toda a programação desse corredor, cuja revitalização será feita dentro do programa Adote Uma Praça, pelo Serviço Social da Indústria (Sesi). A entidade comprou o edifício Touring, onde já começou a construir um espaço que vai unir ciência, tecnologia, arte e inovação. O investimento é de aproximadamente R$ 160 milhões, com previsão de entrega para abril de 2022, mês do aniversário de Brasília.

 

Para o diretor de Educação e Tecnologia da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Rafael Lucchesi, esse corredor vai inserir Brasília numa agenda extremante importante, contemporânea e relevante de revitalização e requalificação do espaço urbano em favor da sociedade. “Grandes cidades, no Brasil e no mundo, como acontece com a Avenida Paulista, em São Paulo, tem atividades como essa. O que cria um transbordamento para a manifestação cultural em espaços públicos, valorizando esses locais”, explica Lucchesi.

 

O grupo executivo é formado por representantes das Secretarias de Projetos Especiais (Sepe), que vai coordenar os trabalhos, de Turismo (Setur), de Cultura e Economia Criativa (Secec), de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e a Administração Regional do Plano Piloto. Também farão parte, como convidados, a Secretaria de Educação (Seedf) e o Serviço Social da Indústria (Sesi) Departamentos Nacional e Regional do DF.

 

Além de desenvolver e acompanhar os roteiros culturais, turísticos e educacionais do corredor, o grupo será responsável por dirimir dúvidas e acompanhar o desenvolvimento e a execução dos projetos a serem realizados na área.

 

Área da Esplanada ao lado do futuro Sesi Lab será revitalizada e requalificada | Arte: Seduh

 

De acordo com o secretário de Projetos Especiais, Roberto Andrade, este governo trabalha integrado entre si e também junto à iniciativa privada para melhorar a cidade. “Somos um governo coeso, que trabalha unido e quem ganha com isso é a cidade e a população do DF. Toda essa região do corredor, cuja passagem subterrânea de pedestre também faz parte, pois foi adotada pelo Sesi, vai se transformar num espaço multiuso, interativo e tecnológico, aumentando as opções para o morador e para o turista”, afirma Andrade.

 

“Essa área ganhará uma dinâmica inteiramente nova, principalmente quando tivermos de volta ao cenário cultural o Teatro Nacional. Na prática, estamos efetivando o ideário de Lúcio Costa, que concebeu uma cidade essencialmente cultural”, destaca o secretário de Cultura, Bartolomeu Rodrigues.

 

Já para a Administradora do Plano Piloto, Ilka Teodoro, “essa é uma iniciativa inédita para curadoria das ocupações culturais, turísticas e educativas na área mais central da cidade. Uma parceria que nos enche de orgulho”.

 

Segundo o assessor especial da Secretaria de Ciência e Tecnologia, Eduardo de Oliveira Castro, o plano é que o Corredor Cultural se torne um dos principais pontos de divulgação cultural e científica do DF, junto com espaços como o Planetário e o Museu Nacional. “Espaços como esses são essenciais para que possamos promover uma maior democratização do conhecimento e da cultura junto à população que carece de espaços acessíveis e gratuitos, além de incentivar uma aproximação dos jovens com a pauta da Ciência, Tecnologia e Inovação”, destacou o assessor.

 

A secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, afirma que o projeto Esplanada Cultural vai ressignificar ainda mais as experiências do morador e do visitante. “Entendemos que uma cidade só é boa ao turista, se ela for boa para o morador. Ao revitalizar esse espaço que liga o Touring ao Complexo Cultural da República, equipamento turístico e cultural icônico para a cidade, tanto a população como os visitantes poderão explorar atividades múltiplas dentro do turismo, educação, tecnologia e cultura”, ressalta a secretária.