Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/07/19 às 13h21 - Atualizado em 4/09/19 às 17h00

Projeto Adote uma Praça é apresentado pelo GDF

COMPARTILHAR

Objetivo é empoderar as Administrações e oferecer qualidade de vida aos moradores locais.

 

 

Para empoderar as Administrações Regionais, o Governo do Distrito Federal (GDF) publicou o Decreto 39.690/2019, que regulamenta a Lei n°448/1993, o projeto “Adote uma Praça”. Assim, foi apresentado na sexta-feira (17), no Salão Nobre do Palácio do Buriti, as especificações sobre o documento.

 

O projeto visa a parceria entre o Estado e pessoas físicas e jurídicas, para a reforma de praças, parques, jardins, canteiros centrais, pontos turísticos, pontos de encontro comunitário e monumentos.

 

O objetivo é melhorar a qualidade de vida dos moradores que necessitam de lugares com lazer e práticas de atividades físicas. Assim, o “Adote” prioriza a população e retoma o anseio do governo em realizar trabalhos em conjunto entre as pastas.

“É um programa que está sendo implantado em parceria com a Secretaria de Projetos Especiais, a Secretaria das Cidades e Administrações, mas que todos precisam seguir um padrão”, contou o secretário das Cidades, Gustavo Aires.

 

Essas reformas não são apenas para o fortalecimento de infraestrutura, mas mostra as possibilidades em realizar iniciativas voltadas para a promoção de esportes, cultura e sustentabilidade.

 

Mas essas frentes só serão atendidas caso haja uma cooperação entre governo e sociedade. Esta, que inclusive, pode contribuir com ideias sobre projetos que pretende reformar e oferecendo serviços voluntários. Inclusive, algumas Administrações já concretizam esse tipo de atividade.

 

Para o governador, que encerrou a solenidade, esta é uma ótima ação. “Esta iniciativa marca um novo momento e forma de governar o DF, aproximando o empresariado e a população”, ressaltou Ibaneis Rocha.

 

O Decreto veio para somar ainda mais com as iniciativas do governo, em que dá a liberdade não somente para o Estado, mas a pessoa que tem o desejo em participar de saber que as ideias dela, o projeto que pensou e a “mão na massa” contribuíram para deixar uma cidade mais bem assistida.

 

Fonte: clique aqui.